Olá, meus queridos!

Tudo certo por aí?

Por aqui tá tudo bem também!

christmas-sack-964342_1280

Natal ta chegando, os preparativos provavelmente já estão rolando como listas de presentes, programação pra ceia, viagens e passeios nos feriados e, claro, a faxina e arrumação pra começar o ano direitinho. Então, se tem um momento bom pra falar sobre métodos de organização que vão desde organizar a gaveta de roupas íntimas até te fazer redescobrir alegrias na vida e eliminar stress, esse é o momento! Bota aí na resolução de ano novo: ler A mágica da arrumação da Marie Kondo.

A-magica-da-arrumacao-blog-mila-bueno

Esse é um dos livros que mais gera controvérsias entre as profissionais da área por ser um pouco radical. Sim, tem coisas meio radicais mesmo e sim, vai causar desconforto nos acumuladores, mas na minha opinião, é uma dor necessária.
O nome dado ao método é KonMari, uma junção do sobrenome + nome da autora que, conforme o livro nos conta, é uma pessoa apaixonada por organização desde criança, já trabalha como profissional da área há algum tempo e já testou várias técnicas até chegar ao método, o que foi suficiente pra eu, prática como sou, adotar a forma dela de organizar pra minha vida. Eu fui me identificando bastante com o método conforme a leitura ia avançando e acho que isso aconteceu porque também me identifico muito com o minimalismo. Os princípios da Marie Kondo e do minimalismo são quase os mesmos pra mim.
O método dela consiste em se livrar de tudo o que não te traz alegria. Para ela, simplicidade é a chave para a organização definitiva, aquela que não deixa a bagunça voltar. Outro ponto que a autora defende é que cada um de nós tem exatamente o espaço físico de que precisa pra acomodar nossas coisas, tudo o que ficou depois do processo de descarte e que nos traz alegria. Talvez por isso o método KonMari seja tão controverso: nem todo mundo concorda que a gente precisa se livrar de tudo o que não adora. Eu, pessoalmente, concordo e estou aplicando na minha casa mas, se você não concorda, tudo bem! Acho que o lado positivo de se deparar com uma leitura tão radical assim é que ela nos dá um choque e nos leva a pensar e avaliar se estamos felizes com a nossa rotina de organização e com tudo o que possuímos. Acho que dá pra aplicar algumas coisas e colher resultados positivos também.

baskets-2028298_1280

Outra característica que eu gostei muito é que o método consiste em pouquíssimas regras. O foco é na ideia, não no processo. Se você compreendeu porque o descarte é importante e entendeu que cada coisa precisa ter o seu lugar e cada lugar deve ser destinado pra uma coisa, a bagunça não volta. Claro que ela fala no livro sobre como aplicar o método no processo de organização, mas o foco é em organizar primeiro na mente e eu acho isso fundamental. Não existe uma regra que abrange o estilo de vida de todas as pessoas viventes e não adianta somente alguém organizar pra você se, quando essa pessoa for embora e você tiver que manter tudo organizado no dia a dia, você não compreende o que foi feito na sua casa e não sabe manter. A bagunça vai voltar.
Bom, como sempre escrevo resenhas pra vocês sobre os livros que eu gostei, rs, indico totalmente a leitura de A mágica da arrumação!
Andei pesquisando e vi que tem outro livro da mesma autora, Isso me traz alegria, e já coloquei na minha lista de leitura. Alguém aí já leu esse último? O que acharam? Me contem nos comentários!

Se você curtiu a indicação e quer garantir seu exemplar, clique no link abaixo.

A Mágica da Arrumação (Amazon)

Beijos e até segunda que vem 😉

Sobre Mila Bueno

E aí pessoa linda que tá do outro lado da tela, tudo bem com você? Eu sou a Mila Bueno, uma Personal organizer que vive um estilo de vida minimalista com a família e compartilha com vocês conteúdo sobre organização, minimalismo e autoconhecimento! Seja bem vinda!

2 comentários

  1. Jéssica Prates em 11 de dezembro de 2017 às 16:28

    Oi Mila, não li esse livro ainda, mas com certeza vou ler. Também estou numa fase mais minimalista, querendo me desfazer do que não está “acompanhando”, sabe? E olha que interessante, desde quando vi um vídeo no youtube sobre esse livro, tenho visto alguns blogs comentando sobre ele também. Deve ser mesmo bom, hein. Beijos

    • Mila Bueno em 11 de dezembro de 2017 às 16:51

      Oi Jéssica! É um livro sucinto sabe? A gente lê rápido, já pega a informação e põe na prática! Quando ler, me conta se gostou.
      Beijo

Deixar uma resposta Cancelar resposta